Tem gente que adora um Tapa na Cara. E não é pra menos…

Quem é itatibense, na certidão de nascimento ou no coração, sabe muito bem a delícia que é um bom Tapa na Cara. Que de agressivo, diga-se, não tem nada. Ao contrário: é um verdadeiro afago no estômago. 

Tão representativo de Itatiba quanto o caqui, a indústria de móveis coloniais e o Zooparque, o saboroso bolinho (ou seria disco?) de carne moída conquista adoradores entre o pessoal da cidade, moradores da região e turistas que por aqui chegam para um fim de semana gostoso e diferente.

Dificilmente alguém se contenta apenas com um Tapa na Cara. E acaba levando para casa logo dois, três, quatro, uma verdadeira surra!!!

Mas, afinal de contas, de onde surgiu este estranho nome? 

Simples assim: para dar a forma redonda e achatada ao famoso bolinho frito, é preciso literalmente dar um belo “tapa” na carne. Do barulho de tapa ao batismo do quitute foi um passo, e o nome ficou para a posteridade. 

Quer arriscar fazer em casa? Aí vai uma das várias receitas da iguaria. De repente o seu também ganha fama!

Ingredientes

1/2 quilo de carne moída (patinho ou coxão mole)

1 ovo

1 fatia grossa de pão, molhada no leite

2 dentes de alho grandes, picados

1/2 cebola média, bem picada

1/2 ramo de cheiro verde, bem picado

1 colher de sopa de farinha de trigo

Sal a gosto

2 colheres de sopa de molho de pimenta Tabasco, opcional.

Modo de preparo


Misture todos os ingredientes, divida em 5 porções e faça bolinhos.

Um por vez, coloque os bolinhos de carne sobre a palma de uma das mãos e

com a outra dê um tapa, dando a eles o formato de bife.

Depois, envolva-os em farinha de trigo e frite em óleo bem quente por 3 a 4

minutos. Prefira a carne ao ponto ou mal passada.

Fique à vontade pra compartilhar este post com seus amigos, e não deixe de se cadastrar pra receber notícias nossas. É só clicar aqui!

Compartilhar
0

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.