Haja filme para o apaixonante tema das viagens no tempo.

0
Dicas  |  Next 2 You

Ele é um dos mais desafiadores e intrigantes assuntos sobre o qual se debruça, há séculos, o homem e seu insaciável apetite pelo desconhecido  – particularmente os cientistas e os escritores. É também um dos temas preferidos da ficção científica, na literatura e no cinema. Estamos falando das viagens no tempo. 

A improvável viagem ao passado: Paradoxo da Causa e Efeito e Paradoxo do Vovô

Começando pelo Paradoxo da Causa e Efeito. O suposto viajante do tempo, ao modificar algum fato já ocorrido para mudar suas consequências no futuro, assim que o fizesse estaria anulando o motivo original e, como resultado, a própria viagem ao passado. O objetivo da viagem é a sua causa, e se ele desaparecer, a viagem, que é o seu efeito, também desaparece. A coisa toda dá um “nó” na cabeça, não é mesmo? De fato é bem curioso, o raciocínio não se resolve.

Já no chamado Paradoxo do Vovô, temos o seguinte dilema: suponha um sujeito que, saindo do futuro em viagem ao passado, por um acidente venha a matar seu avô. Ele mesmo não poderia existir se isso tivesse acontecido, concorda? O que nos faz cogitar a teoria de futuros paralelos, um assunto para muitos outros posts…

E a viagem para o futuro?

Em tese, ou seja, ao menos teoricamente, a viagem em direção ao futuro até seria possível. Esbarramos, porém, no Paradoxo dos Gêmeos. Imagine dois gêmeos – um deles viaja pelo espaço a uma velocidade próxima à da luz, e o outro permanece na Terra. Comprovadamente (e com o amparo da Teoria da Relatividade formulada por Einstein), o tempo passará bem mais rápido para o gêmeo que ficou por aqui do que para seu irmão que viajou. Em outras palavras, quando o gêmeo viajante retornar ao ponto de partida, encontrará seu irmão mais velho que ele. O grande empecilho para viabilizar a viagem (e que empecilho!!!) é a velocidade com que o gêmeo “em trânsito” teria que se locomover: nada menos que algo muito próximo de 298.000 km por segundo (a velocidade da luz). Ocorre que, se a nossa tecnologia fosse capaz de transportar o que quer que seja a uma velocidade dessa ordem, toda matéria viraria luz também, e o gêmeo viajante literalmente iria para o espaço!

Estes são apenas três dos Paradoxos que envolvem este fascinante assunto, há ainda muitos outros.

Filmes muito bons sobre viagens no tempo. Alguns bem fantasiosos, outros mais plausíveis quanto ao rigor científico. Divirta-se!

De volta para o futuro (Trilogia:1985 / 1989 / 1990)

Em algum lugar do passado (1980)

Os 12 macacos (1995)

A máquina do tempo (1960)

Efeito Borboleta (2004)

A casa do lago (2006)

O homem do futuro (2011)

Durante a tormenta (2018)

O exterminador do futuro (1984)

Planeta dos macacos (1968)

Meia-noite em Paris (2011)

Interestelar (2014)

Fique à vontade pra compartilhar este post com seus amigos, e não deixe de se cadastrar pra receber notícias nossas. É só clicar aqui!

Fontes para elaboração do conteúdo:
www.wikipedia.org
https://www.guiadasemana.com.br/cinema/galeria/15-filmes-com-viagens-no-tempo

Compartilhar
0

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.