Dá jogo seguir carreira nos e-sports!

0
Dicas  |  Next 2 You
Male video games designer working in studio

Sim, e como dá… e olha que o jogo está só começando: apesar do extraordinário crescimento das competições de jogos eletrônicos no mundo, ainda há muito a criar e a desenvolver. 

Da educação à medicina, de simuladores de voo a aulas virtuais em autoescolas, o planeta experimenta um processo de gamificação – que aplica a estratégia de jogos a diversos contextos. Uma abordagem que pode ser utilizada, por exemplo, em treinamentos para capacitação de colaboradores nas empresas, com jogos desenhados para cada setor e perfil funcional. Já imaginou o campo de trabalho que isso abre?

Seguem algumas das inúmeras possibilidades no horizonte.

GAME DESIGNER

É o criador da narrativa e do roteiro do game. Ele é quem define a história, o contexto, as regras, as fases, obstáculos, etc.

GAME DEVELOPER (DESENVOLVEDOR DE GAMES)

A partir do roteiro do Game Designer, o desenvolvedor responde pela programação que dá vida ao jogo. 

GAME TESTER

Profissional que dá o aval técnico para lançamento do jogo no mercado, após testá-lo intensivamente de acordo com protocolos diversos. 

MARKETING

Uma vez pronto o jogo, chegou a hora de cuidar das vendas, promoções e comunicação com os diversos públicos que orbitam o mundo dos jogos eletrônicos. 

PRODUÇÃO EXECUTIVA

A viabilização do sucesso comercial está condicionado ao trabalho de um bom produtor executivo, que também é responsável pela captação de recursos financeiros.

NARRADORES E COMENTARISTAS

Sem eles nas transmissões dos torneios, fica faltando alguma coisa… mais do que a voz, estes profissionais são também a animação e a emoção das partidas. Para se dar bem, a dica é conhecer a fundo os termos usados no universo gamer ou do jogo específico que se pretende narrar. 

STREAMERS

É crescente produção de conteúdo para a internet, focada nos e-sports, protagonizada ou produzida por jogadores e ex-jogadores.

COACHES

Não existe e-atleta competitivo sem um bom treinador dando suporte e todo o preparo mental, emocional e físico que as partidas mais acirradas exigem. Para começar na área, o treinamento de equipes amadoras e universitárias é uma boa pedida. Sem esquecer que é preciso conhecer profundamente o jogo para ser um coach bem-sucedido.

ANALISTA

A ele cabe o levantamento de dados e as consequentes análises estatísticas das equipes que defende, para suprir o coach em suas táticas. 

JUIZ

É o responsável por arbitrar as disputas e garantir a conformidade às regras de cada torneio. Nem é necessário dizer o quanto ele precisa conhecer o regulamento, né?

CARGOS ADMINISTRATIVOS

Diretoria, Gerência, Marketing, Comunicação, Jurídico, Recursos Humanos e um leque enorme de outros cargos já estão e estarão cada vez mais se abrindo nas empresas do setor de e-sports.

CARGOS NA ÁREA DE SAÚDE

Psicólogos, fisioterapeutas, nutricionistas e preparadores físicos também ganham mais oportunidades de trabalho. 

Alguns dados que impressionam

. Bilhões de dólares/ano de faturamento mundial.

. O Brasil tem o terceiro maior público de e-sports no mundo, com milhões de entusiastas e detendo a liderança na América Latina. 

. Em cinco anos, o número de empresas que produz jogos digitais cresceu 164%.

. No nosso país, a audiência dos torneios de jogos eletrônicos compara-se à dos campeonatos de futebol: as disputas online não acompanhadas por aproximadamente 20 milhões de aficionados.

Fique à vontade pra compartilhar este post com seus amigos, e não deixe de se cadastrar pra receber notícias nossas. É só clicar aqui!

Fontes para elaboração do conteúdo: 
https://www.blogsenacsp.com.br/trabalhar-com-games/
https://forbes.com.br/carreira/2019/10/carrreiras-nos-esports-conheca-7-caminhos-profissionais-no-setor/

Compartilhar
0

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.