Sabia que a Jurema, da Serra e do Pico, é uma árvore?

O nome indígena de mulher pode até sugerir uma origem equivocada, pois nada tem a ver com pessoa alguma. O fato é que a Jurema, que batiza a Serra e o famoso Pico – uma das principais atrações turísticas da nossa cidade -, é uma árvore, da família das leguminosas, que abrange variadíssimas espécies. Sim, por mais estranho que possa parecer, existem árvores leguminosas!

Nativa do Brasil, espinhosa, com caule e ramos tortuosos, madeira dura e vagens escuras, da jurema é feita uma bebida psicoativa, utilizada em rituais religiosos pelos indígenas. 

Uma vista espetacular

Parte integrante da Serra dos Cocais, ao Pico da Jurema convergem trilhas que se originam nas cercanias do Bairro das Nações. São 940 metros até o seu ponto mais alto, de onde se tem um deslumbrante panorama de Itatiba e também de Jundiaí, Vinhedo, Valinhos, Bragança Paulista, Atibaia e Campinas. A partir da Serrinha da Jurema, que se eleva sobre a cidade, é possível chegar ao pico, cujo acesso se dá através de uma trilha que começa na Estrada Vicinal Adolpho Pecorari e atravessa matas, grutas e nascentes. 

Não faltam rochas pelo caminho, de variados formatos e tamanhos, justificando o nome da nossa querida cidade (Itatiba significa “muitas pedras”, em tupi-guarani). Vale muito a pena um saudável passeio por lá!

Fique à vontade pra compartilhar este post com seus amigos, e não deixe de se cadastrar pra receber notícias nossas. É só clicar aqui!

Fontes e imagens para elaboração do conteúdo:
https://pt.wikipedia.org/wiki/Jurema_(%C3%A1rvore)
https://altamontanha.com/a-serrinha-da-jurema/
https://www.al.sp.gov.br/spl/2017/10/Acessorio/1000175798_1000115196_Acessorio.pdf

Compartilhar
0

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.