O QUE É MELHOR: ASSISTIR A UMA VIDEOAULA DUAS VEZES EM VELOCIDADE 2X OU UMA VEZ EM VELOCIDADE NORMAL?

Com o dia a dia cada vez mais corrido de todos, é natural que o mundo à nossa volta se torne mais acelerado – trazendo, como consequência, uma outra corrida: a busca por soluções que proporcionem ganho de tempo. Isso acabou por incluir, recentemente, até mesmo as mensagens que recebemos por áudio no WhatsApp e vídeos do Youtube, por exemplo. E, claro, o consumo de videoaulas e videopalestras.

Os impactos da visualização acelerada na aprendizagem

Uma pesquisa da Universidade da Califórnia (UCLA) constatou que muitos de seus alunos fazem uso da reprodução acelerada de vídeos. Os efeitos na assimilação do conteúdo, de acordo com um artigo de Psicologia Cognitiva Aplicada, trazem à luz alguns dados interessantes, avalizando a tese de que, se utilizada de forma estratégica, a ferramenta pode de fato melhorar o aprendizado. Seguem as constatações mais relevantes:

. Um grupo de 231 alunos participantes do estudo assistiu a dois vídeos do Youtube, em velocidade normal e em velocidades de 1,5x, 1,75x, 2x e 2,5x. Após a exibição de cada um deles, os alunos passavam por testes de compreensão, repetidos uma semana depois. Resultado: os grupos 1,5x e 2x se saíram tão bem nos testes quanto aqueles que assistiram em velocidade normal. Apenas em 2,5x a assimilação foi prejudicada. 

. Um aluno poderia assistir a vídeos em velocidade 2x e reduzir pela metade o tempo dispendido na tarefa, sem prejuízo no aprendizado em relação a um outro aluno que tivesse assistido ao mesmo material em velocidade normal.

. Por outro lado, de acordo com resultados de outros estudos, assistir por duas vezes o vídeo em velocidade 2x possibilitava ai aluno se sair melhor em um teste do que se ele tivesse assistido apenas uma vez em velocidade normal.

. A velocidade da reprodução, entretanto, importava para que esse bom resultado fosse alcançado: o incremento na assimilação só se constatava na velocidade 2x, após a segunda exibição e imediatamente antes de uma prova. Outros experimentos variando velocidades e períodos entre uma exibição e outra foram feitos, levando ainda em conta a familiaridade e o interesse de cada aluno pelos assuntos dos vídeos. Muitas das constatações ainda requerem estudos mais aprofundados para validá-las.

Que tal fazer você mesmo um teste, ainda que sem critérios rígidos de aferição, assistindo a vídeos de aulas e palestras em velocidade aumentada? Depois você conta pra gente, aqui nos comentários, como foi sua experiência!

Fique à vontade pra compartilhar este post com seus amigos, e não deixe de se cadastrar pra receber notícias nossas.

Fonte para elaboração do conteúdo: https://digest.bps.org.uk/2021/12/21/watching-a-lecture-twice-at-double-speed-can-benefit-learning-better-than-watching-it-once-at-normal-speed/

Compartilhar
0

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.