DE FLINTSTONES A JETSONS, EM MUITO POUCO TEMPO.

Não duvide: dentro de poucos anos, seremos os Jetsons rindo dos Flintstones que somos hoje. Apesar de imensos avanços tecnológicos já fazerem parte da nossa rotina, o que está por vir é simplesmente assombroso. Mas é um assombro muito bem-vindo, pois mudará para melhor a forma como trabalhamos, estudamos, nos locomovemos, nos divertimos e nos relacionamos.

Algumas destas inovações estão listadas abaixo, sendo que boa delas compõe o rol de previsões de Ian Person, futurista que costuma acertar 85% daquilo que antevê.

A Inteligência Artificial será cada vez mais… natural.

Não há como deter este avanço, que já está a nosso serviço e promete muito mais. A princípio, nas atividades onde as tarefas mecânicas e burocráticas sejam predominantes. Depois, sabe-se lá qual será o limite!

Hyperloop. Welcome aboard

Devidamente testado, o trem supersônico de Elon Musk já está sendo produzido. Daqui a cinco ou seis anos, viagens a velocidades espantosas serão corriqueiras.

Em lugar de livros didáticos, realidade virtual

Assistir a uma batalha histórica do passado, ao invés de ler a respeito dela. Demais, né? A imersão do aluno proporcionada pela RV permitirá uma atratividade muito maior pelo conteúdo. E em todas as matérias!

Smartphones serão peças de museu

Tudo indica que, por volta de 2025, carregar um smartphone por aí será motivo de gozação. Eles serão completamente obscurecidos pela Realidade Aumentada em pulseiras e joias, por exemplo – uma tecnologia que faz a interação de elementos virtuais com o mundo real.

Tecnologia vestível, uma inovação tamanho GG

Mais conhecidos como wearables, os dispositivos vestíveis são equipamentos eletrônicos acoplados ao corpo humano. Relógios, bolsas, óculos e até peças de roupa fazem parte da novidade, sendo que alguns itens de vestuário serão capazes de se adequar à temperatura ambiente e fornecer informações sobre a saúde da pessoa.

Cirurgias remotas por meio do 5G

As conexões 5G já batem à nossa porta, trazendo com elas recursos inimagináveis. Dentre eles a possibilidade de um cirurgião, na Europa, operar um paciente na Ásia!

Lar, doce lar. Construído em impressora 3D, mais doce ainda.

Na China, uma empresa já construiu 10 casas. No inacreditável prazo de 1 dia e a um custo de apenas 5 mil dólares. Se isto já é possível hoje, imagine daqui pra frente.

Até órgãos do corpo poderão ser impressos em 3D. E já em 2024

Ossos, fígados e outros órgãos humanos – quem sabe até o coração – poderão ser “fabricados” em impressão tridimensional.

Turismo no espaço. Para poucos, porém possível

Os multimilionários de 2050 poderão, sim, passar uma semaninha no espaço, pela bagatela de 100 milhões de dólares. Interessa?

Energias renováveis ganham força

Muito provavelmente, por volta de 2050 o uso de combustíveis fósseis, como o petróleo, se restringirá à aviação. As energias solar e eólica tendem a crescer exponencialmente, o que é um alívio e tanto para os nossos imensos problemas ambientais. Tomara que até lá todos estejamos vivos pra ver…

Robôs para todo serviço. Até como companhia

Os afazeres de casa são só o começo. Robôs estarão cada vez mais presentes e amigáveis, a ponto de literalmente fazerem companhia aos seus proprietários, em um mundo onde morar sozinho deverá ser a tendência.

Nas nuvens, cada vez mais

Os sistemas de armazenamento de informações, tanto de pessoas quanto de empresas, estarão ainda mais atrelados a grandes servidores remotos, o chamado cloud computing.

O drone saindo-se melhor que a encomenda

A confiabilidade nos drones os encarregará de serviços de entrega onde a falha simplesmente não pode ocorrer, como nos hospitais. Gostou? Assim que for possível, peça uma pizza entregue por drone para comemorar!

Fontes para elaboração do conteúdo: 

meupositivo.com.br

canaltech.com.br

Fique à vontade para compartilhar este post com seus amigos, e não deixe de se cadastrar para receber notícias nossas.

Compartilhar
1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.