Cuidado: como a exposição na internet pode prejudicar seus filhos?

A internet marca presença na vida de pessoas do mundo todo, independentemente da sua idade. Para realizar nossas tarefas diárias, utilizamos e-mails, redes sociais e diversos outros recursos que armazenam muitas informações, de forma que é quase impossível ter controle sobre sua disseminação na rede.

É por esse motivo que devemos ter muito cuidado com a exposição na internet, principalmente quando se trata da imagem de nossos filhos. Devido à sua ingenuidade e imaturidade, as crianças podem ser o principal alvo de pessoas má intencionadas.

No post de hoje, você vai entender um pouco mais sobre a importância da regulação da exposição de um jovem ou criança na internet. Continue a leitura e veja alguns cuidados infalíveis para proteger os pequenos:

Os perigos da exposição na internet

Uma pesquisa realizada pelo Portal Educacional e coordenada pelo psiquiatra Jairo Bouer avaliou respostas de adolescentes com idades entre 13 e 17 anos sobre a exposição via rede e relações virtuais.

Foi observado que cerca de 60% dos jovens sugeriu utilizar a web como forma de conhecer pessoas. Embora 97% disse não confiar instantaneamente nas pessoas, 44% admitiu marcar encontros reais com os conhecidos na rede.

Esses números tornam-se um pouco mais alarmantes ao avaliar-se os impactos dessas interações:

  • 31% dos jovens diz ter sofrido alguma forma de violência (incluindo a psicológica);
  • 11% aponta ter sofrido preconceito;
  • 3% evitou sair de casa ou ir para a escola devido a problemas ocorridos na internet;
  • 15% já se sentiu mal devido às agressões sofridas.

E os impactos não param por aí. A superexposição na internet pode facilitar crimes ainda mais graves, como sequestros, assaltos, assassinatos, entre outros.

Por isso, é fundamental estar atento às atividades online para evitar qualquer aproximação suspeita. Veja a seguir algumas dicas para proteger as crianças na internet:

Instruir os filhos sobre uso ponderado da internet

Mais do que proibir e limitar o uso da internet, é necessário instruir os jovens quanto à sua utilização equilibrada, dando exemplos práticos sobre riscos causados pelo fornecimento indevido de informações.

Os filhos devem ser instruídos a não marcar encontros com pessoas desconhecidas e evitar postagens em excesso. Também é preciso orientá-los a não falar mal das postagens alheias e evitar entrar em discussões polêmicas que possam causar qualquer desconforto, tanto a ele mesmo quanto aos outros envolvidos.

Ficar atento à exibição de fotos

É imprescindível também o cuidado com a divulgação de fotos na internet. Evite a postagem de imagens que contenham informações sobre a escola onde a criança estuda e imagens que possam ser utilizadas para cometimento de crimes sexuais (de crianças seminuas em praias, piscinas, etc).

Evitar fornecer informações em excesso

Algumas informações consideradas inofensivas podem ser utilizadas para o crime veiculado pela rede. Por isso, é muito importante não exibir bens de alto valor, evitar deixar pistas da região em que se mora e de viagens realizadas, evitar fornecer informações sobre a escola, trabalho, programas rotineiros de lazer, entre outras.

Acompanhar a rotina tecnológica dos filhos

Naturalmente, as crianças mais novas demandam um controle mais rígido sobre o uso da internet, o que se deve à vulnerabilidade e ingenuidade comuns da idade.

Assim, caso considere pertinente que elas utilizem redes sociais, por exemplo, ajude-as na construção de seu perfil, controlando as configurações de privacidade e o aceite de amigos.

Outras medidas envolvem a utilização de páginas da rede, que devem ser configuradas para impedir o acesso a websites indevidos e o estímulo dos filhos a contarem sobre fatos que vivenciam na internet.

A exposição na internet, apesar de ser uma realidade, é também motivo de muita preocupação por pais e adultos, pois está relacionada a diversos crimes cibernéticos. Assim, atente-se para as dicas acima e evite prejuízos psicológicos e físicos que podem ser causados a toda a família.

Quer descobrir alguns filmes que podem ser aliados na educação dos seus filhos? Não deixe de ler nosso artigo sobre o assunto!

Compartilhar
0

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.