Criptomoeda. Será este o dinheiro do futuro?

0
Dicas  |  Next 2 You

As criptomoedas constituem uma categoria nova de ativos no mercado, que andam despertando muitas curiosidades e dúvidas em grandes e pequenos investidores. Dentre estas moedas, a mais conhecida é o Bitcoin. Algumas outras opções disponíveis no mercado são Bitcoin Cash (BCH), Ethereum, Tether, Ripple e Litecoin.

Trata-se de um tipo de dinheiro totalmente digital e não emitido por nenhum governo ou país em particular. Esta característica diferenciadora dispensa uma “autoridade central” ou um terceiro (intermediário entre o pagante e o recebedor) para executar a transação. Em síntese, é uma nova forma de dinheiro sem a forma física, como as moedas convencionais.

A princípio, é um tanto complicado compreender a sofisticada lógica de operação das criptomoedas, mas tudo indica que esta sistemática se tornará de mais fácil assimilação conforme a utilização da moeda se popularize.

Características das criptomoedas

Facilidade: possibilidade de recebimento e envio de valores de maneira instantânea, a partir de qualquer ponto do mundo.

Redução de taxas: os pagamentos realizados com criptomoedas sofrem baixas taxações, sendo muitas vezes isentos.

Segurança: as transações se fazem sem informações pessoais – tanto de quem paga quanto de quem recebe, evitando assim furto de identidade.

Transparência: no caso do Bitcoin, por exemplo, qualquer indivíduo pode ter acesso às informações sobre ofertas de unidades. Nenhuma pessoa ou entidade manipula o protocolo da moeda digital, pois é criptografado.

Há, entretanto, algumas peculiaridades neste ativo, às quais é preciso estar atento:

– Aceitação ainda baixa, pelo desconhecimento da maioria das pessoas – tanto da existência quanto da maneira de utilização das criptomoedas. Da mesma forma, são poucos os estabelecimentos que as aceitam.

– Grande volalitidade de cotação.

Embora a segurança seja um aspecto muito positivo da moeda, ela depende em grande parte de cuidados a serem tomados pelo dono do ativo. Se o usuário não usa a criptografia, suas criptomoedas podem ser “roubadas” por malwares, e estarão expostas a hackers e outras ameaças.

Fique à vontade pra compartilhar este post com seus amigos, e não deixe de se cadastrar pra receber notícias nossas. É só clicar aqui!

Fonte para elaboração do conteúdo: https://www.infomoney.com.br/guias/criptomoedas/

Compartilhar
0

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.