PEGADA DE CARBONO. COMO É QUE ANDA A SUA?

“Pegada de carbono” talvez seja algo completamente desconhecido para você, mas tem tudo a ver com a atitude de cada um de nós – pessoas e empresas. Trata-se de um método que calcula as emissões de gases de efeito estufa e as converte em carbono equivalente, mostrando como alguém (ou alguma companhia) tem se comportado no quesito “emissão de CO2”.

Complicado? Nem tanto!

Quando produzidos em excesso, os gases causadores do efeito estufa acumulam-se na atmosfera e provocam enormes estragos ao meio ambiente. O resultado? Aquecimento global e aumento da temperatura média do planeta, uma consequência que, infelizmente, já estamos experimentando em todo o ecossistema. E quanto maior a pegada de carbono, maior o seu impacto, na forma de extinção de espécies da fauna e flora, derretimento de geleiras, desertificação, aumento do nível do mar e queimadas mais frequentes.

Numa empresa, por exemplo, uma vez medida a quantidade de CO2 liberada por ela em seus processos de produção, são implantas medidas de redução ou de neutralização de carbono emitido. 

Para se ter uma ideia, apenas para manter sob controle o efeito estufa, é imprescindível que haja uma redução de 40% a 70% de CO2 na atmosfera até o ano de 2050, e um valor muito próximo de zero em 2100. 

Algumas das medidas das empresas para reduzir ou neutralizar emissões de carbono

. Redução de consumo de energia elétrica

. Reúso de água

. Substituição de combustíveis fósseis por fontes renováveis de energia

. Utilização de materiais 100% reciclados

. Plantio de árvores (com prévio cálculo da extensão de plantio necessária para compensar o CO2 emitido)

De que formas podemos colaborar?

Basta respirar para emitirmos carbono em nossa expiração. Ou seja, para que possamos sobreviver, precisamos emitir carbono. Só isso já dá uma dimensão do quanto cada ser humano é responsável pela saúde do planeta. Se cada um fizer um pouquinho, teremos grandes resultados. E este pouco que nos dispusermos a fazer começa nas ações mais corriqueiras.

. Plante árvores, muitas. Quanto mais, melhor!

. Para seu consumo, prefira produtos locais (dentre outras vantagens, isso evita transporte de mercadorias, responsável por boa parte das emissões de CO2).

. Troque os plásticos por objetos reutilizáveis. 

. Tenha uma horta em casa.

. Seja um influenciador, conscientizando seus amigos sobre o tema. 

. Faça parte de projetos ecológicos.

. Prefira sempre aparelhos elétricos e eletrônicos que consumam menos energia.

O consumidor quer marcas compromissadas com o meio ambiente

Cada vez mais conscientes da gravidade do problema e da necessidade de medidas urgentes para enfrentá-lo, os consumidores atuais já tendem a optar por marcas que exercem sua responsabilidade ambiental e que possuam Certificações de Carbono Zero. Estes selos são concedidos mediante inventários auditados por autoridades ambientais, avalizando o esforço da empresa em neutralizar suas emissões. 

Sabia que você pode medir agora sua própria pegada de carbono?

Existem na internet várias calculadoras para isso. Os links abaixo acessam duas delas, em português. Deixe você também uma pegada positiva neste esforço coletivo pela vida!

https://rioterra.org.br/pt/calculadora/#coletivo

https://www.iniciativaverde.org.br/calculadora

Fique à vontade pra compartilhar este post com seus amigos, e não deixe de se cadastrar pra receber notícias nossas.

Fontes para elaboração do conteúdo: https://eqjunior.com.br/blog/pegada-de-carbono

https://www.uol.com.br/ecoa/ultimas-noticias/2021/05/04/o-que-e-pegada-de-carbono-e-porque-devemos-nos-importar-com-a-nossa.htm

Compartilhar
0

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.