[Parte 1] Rendimento escolar: o que fazer quando seu filho não está bem nos estudos

Muitas vezes, é impossível disfarçar a decepção quando você descobre que seu filho estudante está com um desempenho escolar ruim, não é mesmo? Esse é um cenário desconfortável no qual alguns pais simplesmente não sabem como agir. Contudo, com algumas boas práticas, você pode contornar esse problema e ajudar os seus pequenos a enxergarem mais valor nos estudos, mas sem pressão exagerada.

Isso é o que você aprenderá neste artigo. Se quiser aprofundar seu conhecimento com dicas efetivas, acompanhe!

Desafios no acompanhamento da vida escolar dos filhos

No mundo atual, é normal que muitos pais não consigam acompanhar a rotina de estudos dos filhos. Afinal, às vezes, as suas próprias agendas estão lotadas e cheias de compromissos profissionais, e eles dispõem de pouco tempo para essa tarefa.

Em alguns casos, existem problemas claros de comunicação no seio familiar também. Isso pode ocorrer por causa da idade dos filhos, por exemplo, e de características psicológicas, como introspectividade e timidez. Esse fator pode gerar um afastamento e fazer com que, naturalmente, as crianças não sejam devidamente acompanhadas.

Também existe a concepção de que é preciso apenas estar com os filhos nos momentos mais críticos, em que eles realmente estão indo mal e precisando de mentoria, como em casos de reprovação. Assim, muitos pais deixam de estabelecer um relacionamento mais próximo e negligenciam a educação dos pequenos nos outros períodos.

Vale ressaltar que esse acompanhamento não é uma tarefa fácil, pois requer um trabalho organizado e consistente, com resultados a longo prazo. Mas tudo vale a pena quando as crianças conseguem melhorar seu desempenho e passam a se interessar mais pelos assuntos da escola.

Dicas para melhorar o desempenho escolar

A seguir, apresentaremos algumas dicas para você trabalhar em busca dessa melhoria.

Seja presente na escola

É fundamental estar mais presente na escola, visitar o seu filho, conversar com os professores e estar atualizado com relação à dinâmica educacional da instituição. Isso vai transmitir aos pequenos que você realmente se importa com a rotina deles e com os assuntos que eles estão aprendendo.

Ou seja, esse acompanhamento gera uma responsabilidade maior neles, mas também uma sensação de que vale a pena se esforçar para melhorar nos estudos — e isso eles vão levar para a vida toda. Para as crianças, poucas coisas são tão efetivas quanto a participação ativa de seus pais em algo.

Estabeleça uma rotina de estudos

Outra boa dica é criar uma rotina organizada e um cronograma, com horários determinados para as atividades da escola. Assim, é possível separar também momentos de lazer e diversão. Isso ensina as crianças a importância de se concentrar em cada obrigação por vez.

Estimule a concentração e o foco

Muitas vezes, o baixo rendimento escolar das crianças e dos jovens está associado a uma limitação no foco e na concentração nas aulas. É possível propor diferentes atividades — muitas delas lúdicas — que estimulem isso. Leitura, jogo da memória e outras atividades manuais são uma boa saída.

Outra opção é contar com aulas de reforço. Elas podem ser especialmente úteis se focarem nas matérias que o aluno realmente tem mais dificuldade. Essas aulas são bastante proveitosas quando usadas como um apoio na hora de fazer o dever de casa.

Celebre os bons resultados

Também não esqueça de sempre comemorar as pequenas evoluções deles. Celebrar os bons resultados ajuda a criar ainda mais valor para as obrigações e esse senso de recompensa faz com que a criança busque sempre melhorar. Seja bem criativo e faça com que elas se sintam bem e associem a sensação de conquista aos estudos.

Crie um vínculo

Um vínculo emocional também é muito importante. É necessário dialogar com seus pequenos, perguntar a eles acerca da escola, dos assuntos estudados, das relações com os colegas e do que aprenderam. Construa esse relacionamento para tentar entender a raiz do problema escolar e pensar em como você pode intervir com o objetivo de ajudar.

As crianças não devem ser pressionadas para alcançar bons resultados. Por essa razão, é fundamental ter paciência com elas, ser compreensivo e comunicativo, sempre com conversas amigáveis e uma linguagem adequada. Ofereça amor e mostre que elas são, sim, capazes de evoluir nos estudos.

Acompanhar a vida dos filhos na escola não é uma tarefa tão simples, quase inviável em muitos casos, mas é fundamental para melhorar os resultados deles. Assim, os pais ficam mais próximos de seus pequenos e contribuem ativamente com a formação do caráter e de habilidades importantes para o futuro. É importante lembrar que a tecnologia também pode ser usada para facilitar esse processo.

Gostou dessas dicas práticas para otimizar o desempenho escolar do seu filho? Conte nos comentários o que você achou dessas ações e sua experiência com o tema!

Compartilhar
0

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *