Fazendas verticais. Já ouviu falar?

0
Dicas  |  Next 2 You

Sustentabilidade, preservação ambiental, alta produtividade. Estas são apenas algumas das grandes vantagens oferecidas pelas chamadas fazendas verticais. Com painéis dispostos em camadas verticais de plantação, instalados em ambientes totalmente controlados e automatizados, elas constituem uma alternativa que diminui o consumo de água no cultivo de uma série de culturas, eliminando o uso de agrotóxicos e reduzindo a utilização de fertilizantes.

Os controles abrangem a quantidade ideal de luz para cada cultura, bem como da umidade, temperatura, gases e especialmente do processo de fertirrigação (técnica de adubação que utiliza água de irrigação para levar nutrientes ao solo cultivado). A ideia é possibilitar cultivos em massa dentro de ambientes hermeticamente fechados, permitindo instalação em qualquer lugar e integrando tecnologias renováveis como painéis solares, turbinas eólicas e sistemas de captura de água.

Trata-se de uma revolução capaz de fazer frente a dois enormes desafios. O primeiro deles baseia-se em uma estimativa da ONU, segundo a qual 80% do solo adequado à agricultura está comprometido. O segundo está no provável aumento da população mundial em três bilhões de pessoas até 2050, quando deveremos alcançar 10 bilhões de habitantes no planeta – o que exigiria um aumento de 1 bilhão de hectares em terras agriculturáveis para suprir a demanda adicional por alimentos. Tal meta, no entanto, é simplesmente inviável se considerarmos as práticas atuais de agricultura.

Embora sua aplicabilidade seja um assunto ainda muito controverso –  especialistas argumentam que os custos de implantação e de manutenção do sistema não compensariam os benefícios – , alguns ganhos com as fazendas verticais seriam inquestionáveis:

– Potencial redução da fome no mundo.

– Ao transformarem totalmente o manejo e o uso da terra, reduzem também a poluição e os custos de energia.

– Permitem que habitantes em suas proximidades nelas trabalhem.

– Redução nos custos de transporte dos alimentos aos centros consumidores, já que as fazendas verticais podem ser implantadas nas cidades, em grandes edifícios de vários andares.

– Representam uma ótima alternativa à questão das mudanças climáticas.

– São imunes às intempéries naturais: grandes quantidades de chuva, tempestades de granizo, tornados, inundações, secas, oscilações bruscas de temperatura, etc. O fator clima seus eventos extremos não as afetam.

– Cada unidade de área em uma fazenda vertical equivale a 20 unidades de terras agrícolas, possibilitando ainda que estas terras retornem ao seu estado natural.

– Redução da necessidade de mais terras agricultáveis devido ao aumento da população, evitando desmatamentos e desertificação.

– Menores danos aos biomas naturais.

– Ao eliminarem o plantio e a colheita convencionais executados por máquinas agrícolas, possibilitam também uma menor utilização de combustíveis fósseis.

Fique à vontade pra compartilhar este post com seus amigos, e não deixe de se cadastrar pra receber notícias nossas. É só clicar aqui!

Fonte para elaboração do conteúdo: https://www.ecycle.com.br/6180-fazenda-vertical
Fonte para elaboração do conteúdo: https://summitagro.estadao.com.br/tendencias-e-tecnologia/fazenda-vertical-conceito-agricultura-sustentavel/

Compartilhar
0

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.