Fakorona. Ou seria fakovid?

0
Dicas  |  Next 2 You

Vivemos cada vez mais impactados por notícias vindas de todas as fontes possíveis e imagináveis. A quantidade é tão vasta e tão nociva que deu origem a um novo termo, ou “moléstia” a ameaçar nossa saúde mental: Infoxication, ou Infoxicação, neologismo que define a exposição a um volume exagerado de conteúdo, que nem de longe seríamos capazes de consumir. Se grande parte destas notícias não é lá muito confiável, uma outra parte é totalmente inverídica, por ser forjada. São as terríveis fake news.

Com a pandemia, as “fábricas” de notícias fake encontraram terreno fértil para multiplicar exponencialmente seu dano, levando desinformação e perigo a todos – justamente num momento em que o mundo anseia pelo contrário, já que a Covid-19 é uma ameaça mundial à saúde pública.

TVs, jornais, revistas e especialmente as redes sociais se prestam a veicular “estudos” sem a mínima base científica, tratamentos milagrosos, receitas caseiras e teorias conspiratórias as mais diversas, cuja propagação só agrava um contexto de instabilidade emocional da população. São milhões de pessoas em centenas de países procurando segurança em meio a um turbilhão de dúvidas. Gente que, inadvertidamente,  acaba por consumir mentiras e colabora para disseminá-las.

A coisa é tão séria que organismos como a Organização Mundial de Saúde e o  Ministério da Saúde do governo brasileiro criaram seções, em seus sites, para “separar o joio do trigo” – confirmando o que é verdade e desmentindo o que é mentira sobre a Covid-19. Outros grandes portais de informação, como o G1, adotaram a mesma estratégia de utilidade pública, no intuito de esclarecer, conscientizar e tranquilizar a população.

A guerra de informação e contrainformação acaba por prejudicar até mesmo as pesquisas científicas. Com tanta notícia falsa circulando, muitas vezes são necessários esclarecimentos públicos de cientistas e outros especialistas em veículos de comunicação, elucidando fatos e desmentindo absurdos. O que em nada colabora com a ciência em sua corrida contra o tempo, na busca de remédios e vacinas eficazes.

Fique à vontade pra compartilhar este post com seus amigos, e não deixe de se cadastrar pra receber notícias nossas. É só clicar aqui!

Fonte para elaboração do conteúdo: https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/rfi/2020/05/26/fake-news-sobre-coronavirus-atrasam-pesquisas-e-prejudicam-pacientes.htm
Fonte para elaboração do conteúdo: https://www.saude.gov.br/component/tags/tag/novo-coronavirus-fake-news
Fonte para elaboração do conteúdo: https://g1.globo.com/fato-ou-fake/coronavirus/

Compartilhar
0

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.