Entenda por que mães que trabalham fora não prejudicam a educação dos filhos

Decidir retornar ao trabalho após a licença maternidade pode trazer um sentimento de culpa nas mães que trabalham fora de casa. No entanto, é importante ter consciência que a chegada dos filhos na vida de uma mulher não exclui as demais responsabilidades do cotidiano, sendo uma decisão que muitas vezes está acima da possibilidade de permanecer em casa.

A boa notícia é que alguns estudos comprovaram que ser uma mãe que trabalha fora de casa tem suas vantagens, ao contrário do que muitas pessoas podem pensar. Gostou da novidade? Então entenda agora por que voltar ao mercado de trabalho pode ser um benefício à família!

Mães que trabalham fora de casa são mais felizes

O sentimento de alegria em ser mãe, somado às estruturas sociais que tornam as mães grandes malabaristas do tempo, permite que as mulheres possam se ocupar da segurança, alimentação, entretenimento e saúde dos filhos, acompanhá-los na escola e ainda exercer atividades remuneradas parcial ou integralmente.

Mas, apesar do conflito entre o cuidado e o trabalho ainda ser presente, investir na carreira traz felicidade tanto para as mães quanto para as crianças. Isso é o que mostra o estudo realizado pela Universidade da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, com 1364 mães que foram acompanhadas durante os primeiros 10 anos das vidas dos filhos.

O resultado foi o mesmo na pesquisa “Aprendiz de equilibrista: Como ensinar os filhos a conciliar família e carreira”, realizada pela psicóloga brasileira Cecília Troiano com 500 famílias  metade com mães que trabalhavam fora e metade, que não trabalhavam.

Em comparação com as mães que optam por ficar em casa integralmente, as que trabalham fora declararam ter menos sintomas de depressão e angústia, autoavaliaram positivamente sua saúde física e demonstraram interagir com as crianças no momento livre com mais atenção e menos estresse.

A pesquisa ainda demonstrou que as crianças filhas de mães que trabalhavam fora sentiam mais orgulho das mães do que dos pais.

São bons exemplos a seguir

Além disso, quando se trata de educação infantil, os pais são grandes espelhos e exemplos aos filhos. Por isso, as pesquisas apontam ainda que crescer em um espaço de equidade em termos de responsabilidades profissionais e da casa entre o pai e a mãe, resulta em uma educação pautada no respeito, na responsabilidade, na autonomia, na solidariedade e na independência.

Um levantamento da Universidade de Harvard revelou que os filhos de mães que trabalham fora são mais pró-ativos quanto às tarefas domésticas e optam por passar mais tempo com a família, chegando a ser o dobro do tempo daqueles que contam com mães em casa integralmente.

Já enquanto referência feminina, as filhas mulheres que tiveram o exemplo de mães com carreira, quando adultas, ganham maiores salários e têm melhores empregos, se comparadas às filhas de mães que não trabalham fora, segundo o estudo. Nos EUA, a diferença salarial entre as filhas chegou a 23%.

Contribuem para o desenvolvimento dos jovens

Ainda assim, apesar de se sentirem felizes por seguirem suas carreiras, muitas mães ainda ficam em dúvida se o trabalho externo pode acarretar um mal desenvolvimento na educação da criança. Mas o mito de que filhos com bom desempenho escolar são apenas aqueles das mães que ficam em casa foi desvelado por uma pesquisa americana.

A pesquisa revisou todos 69 estudos realizados durante 50 anos sobre o tema e concluiu que contar com mães em casa integralmente pode resultar em depressão e ansiedade nas crianças. Outra observação foi que as crianças que têm mães que trabalham fora tendem a ser mais bem-sucedidas no meio escolar.

Segundo a psicóloga Lídia Weber, o desenvolvimento educacional e humano dos pequenos que têm mãe e pai que trabalham fora está ligado também à escolha de escolas de ótima qualidade no contraturno.

Esses dados demonstram que o tempo de se sentir culpada por seguir carreira ficou para trás. Afinal, mães que trabalham fora de casa podem promover bons exemplos e também uma educação de qualidade aos filhos.

Gostou desse post? Então compartilhe-o nas suas redes sociais e ajude as amigas mamães a voltarem ao trabalho sem peso na consciência!

Compartilhar
1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.