CARBONO: FAZER O SEQUESTRO É RESGATAR A VIDA!

O assunto não é novidade aqui no nosso blog. Já publicamos um post, em meados do ano passado (https://colegionext.com.br/pegada-de-carbono-como-e-que-anda-a-sua/ ), falando sobre pegada de carbono. E a depender da responsabilidade, da consciência ambiental e do engajamento de toda a sociedade, o nosso país pode ganhar muito com o sequestro de carbono, uma questão que está no radar de um número crescente de nações no mundo. 

A previsão se justifica: considerando o objetivo de diminuir o aquecimento global, o Brasil conta com 50 milhões de hectares de terras reflorestáveis, naturalmente regeneráveis ou passíveis de regeneração assistida. 

Sim, mas o que isto quer dizer? Como podemos sair ganhando nesta meta a ser perseguida pelo mundo todo?

Na prática, o reflorestamento é a maneira mais efetiva de sequestrar carbono da atmosfera, ou seja, de retirar CO2 – o grande vilão do efeito estufa – liberado pelas mais diversas atividades produtivas. Nas palavras do Professor Renato Crouzeilles, da UFRJ, o mercado de sequestro de carbono projeta um crescimento de até 15 vezes entre 2020 e 2030. A grande meta é atingir o chamado “Net Zero”, condição em que todas as emissões de carbono são compensadas por sequestros. 

O pesquisador argumenta: “O Brasil apresenta um dos maiores potenciais para reflorestamento em larga escala e de baixo custo visando remover CO2 da atmosfera. Devido às condições climáticas, a Amazônia e a Mata Atlântica estão entre os melhores locais do mundo para o sequestro de carbono. Especialmente na Amazônia, o custo de oportunidade para isso é bastante baixo”.

Trocando em miúdos o custo de oportunidade.

Basicamente, este conceito refere-se à quantidade de dinheiro que um determinado agricultor deixa de ganhar ao redirecionar parte de sua área de atividade para o reflorestamento. Em geral, a alternativa revela-se muito interessante tanto no aspecto econômico quanto no ganho ambiental, principalmente em lugares distantes das fronteiras de expansão do agronegócio. 

Embora o objetivo de reduzir o aquecimento global em 2 graus Celsius até 2030 seja muito ambicioso e difícil de alcançar, o mercado de sequestro de carbono tem tudo para encontrar grande potencial por aqui. Uma atividade emergente, que além de abrir divisas econômicas só trará benefícios ao planeta. 

Fique à vontade pra compartilhar este post com seus amigos, e não deixe de se cadastrar pra receber notícias nossas. 

Fonte para elaboração do conteúdo: https://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=brasil-se-tornar-pais-lider-sequestro-carbono&id=010175220104#.YeFMaf7MKUl

Compartilhar
0

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.