Pais, filhos e tijolinhos de lego. Peças que se encaixaram bem na pandemia.

0
Dicas  |  Next 2 You

A concorrência com os computadores e videogames colocou a Lego, multinacional dinamarquesa que criou e espalhou pelo planeta os lendários tijolos plásticos de encaixar, em uma situação financeira bastante delicada no início deste século. 

Mas a pandemia do coronavírus, quem diria, virou o jogo a favor da empresa. O maior tempo de convívio doméstico entre pais e filhos fez renascer a aventura de criar um mundo de coisas com bloquinhos coloridos. Talvez por unir a nostalgia de quem se divertiu com o brinquedo na infância (os pais) e a descoberta das pecinhas por uma nova geração, que provavelmente se encantou com suas infinitas possibilidades (os filhos).

Com o aumento repentino da demanda, a Lego não só saiu de uma situação pré-falimentar como teve de se reestruturar para fazer frente à nova (e muito bem-vinda!) circunstância. 

Os acessos ao site da empresa aumentaram exponencialmente – só no primeiro semestre deste ano foram 100 milhões de visitantes – mas a gigante dos tijolinhos conseguiu garantir todas as entregas online. 

A título de curiosidade, os produtos Lego estão em 140 países, e cerca de 100 bilhões de peças saem anualmente de suas fábricas. Recentemente, ela introduziu no mercado uma linha de blocos biodegradáveis, à base de cana-de-açúcar. Ao utilização deste material irá eliminar o problema da decomposição do plástico no mar, um processo que pode se estender por até 1.300 anos.

Com uma legião imensa de fãs entre os educadores do mundo inteiro, a marca vem conseguindo uma dupla façanha em tempos de pandemia: estimular a criatividade infantil e fortalecer os laços familiares, dando asas à imaginação de todos em casa. O mesmo vem se observando também com os quebra-cabeças, outro ramo da indústria de brinquedos que teve suas vendas triplicadas no ano de 2020. Em ambos os casos, vale ressaltar algo muito positivo: um saudável “refresco” em relação às telas de computadores, tablets e celulares e o estímulo ao raciocínio. 

Fique à vontade pra compartilhar este post com seus amigos, e não deixe de se cadastrar pra receber notícias nossas. É só clicar aqui!

Fonte para elaboração do conteúdo: https://veja.abril.com.br/cultura/brincar-com-tijolos-da-lego-une-pais-e-filhos-na-pandemia/

Compartilhar
0

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.