O engajamento dos pequenos às aulas remotas

0
Dicas  |  Next 2 You

Temos recebido mensagens de pais de alunos reconhecendo a desenvoltura e a rapidez, demonstradas pelo Next, na adaptação de sua estrutura pedagógica ao contexto das aulas remotas.

Acreditamos que o fato de oferecermos respostas ágeis e satisfatórias às exigências do ensino não-presencial se deve, principalmente, aos constantes investimentos em tecnologia de ensino, incorporando o que há de mais avançado no universo da transmissão do conhecimento.

Embora estejamos empreendendo todos os esforços para que as aulas online sejam tão eficientes quanto a experiência física, existe o outro lado da moeda: o ENGAJAMENTO do aluno ao novo formato. Especialmente na faixa etária em que este engajamento é um pouquinho mais complicado de se conquistar: a turminha que vai da Educação Infantil ao Fundamental I.

Algumas dicas podem ajudar bastante nesta empreitada doméstica, na qual os pais também estão envolvidos.

1. Evitar ficar de pijama

Há um componente psicológico importante para a criança se vestir, todos os dias, como se fosse sair de casa: ela fica mais propensa a assimilar a nova rotina. Tem também o aspecto “disciplinador”, delimitando a hora da atividade escolar.

2. Escolher um local adequado

É fato que não é possível reproduzir em casa um ambiente especialmente formatado para aprender. Mas dá para tentar espelhar, na medida do possível e em algum lugar da casa, o ambiente ideal – com livros, mesa, cadeira e boa iluminação. TV, brinquedos e outros elementos que distraiam a atenção da criança devem ser evitados.

3. Manter um quadro de compromissos

Ajuda bastante ter um painel, bem visível à criança, com a rotina de suas atividades. Contemplando não só as relativas à escola, mas também os horários para refeições, higiene, diversão, descanso, etc.

4. Revisar o conteúdo

Consolidar o conteúdo de cada aula, aferindo a assimilação da matéria, é fundamental. Pedir para que a criança conte para os pais o que aprendeu em determinado dia pode funcionar muito bem neste propósito. Mas procure fazer disso uma conversa, não uma “prova”.

5. Valorizar a socialização

É mais do que necessário promover, de alguma forma, a socialização da criança. Ainda mais em um contexto de distanciamento físico dos amiguinhos. Uma ótima alternativa é estimular encontros online entre os colegas de classe, depois do horário das aulas.

6. Ter tolerância com a adaptação

Se para os adultos este é um período marcado pela insegurança, imagine para a criançada… Paciência e tolerância serão muito exigidas dos pais e responsáveis, para que se encontre um ponto de equilíbrio. Seu filho pode num primeiro momento resistir às mudanças, mas logo logo estará muito bem adaptado a elas.

Fique à vontade pra compartilhar este post com seus amigos, e não deixe de se cadastrar pra receber notícias nossas. É só clicar aqui!

Fonte para elaboração do conteúdo: https://saopauloparacriancas.com.br/6-dicas-para-preparar-as-criancas-para-aulas-online/

Compartilhar
0

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.